28.8.07

Do dia que Deus se foi

Na verdade, já tinha que ter acontecido há muito tempo mesmo. Acontece que Deus ficou puto.

,mas puto da vida.

No norte da Argentina uma mulher com medidas nem tão largas assim, olhava pra um pedaço de bolo. E dizia com a boca, pouquinho tempo depois de dizer com os olhos: "Isso não pode ser de Deus..."

E foi nesse dia que como um trovão sem proporções, ouviu-se em todos os cantos do planeta:

"FODA-SE"

Deus queria saber, onde cargas d'água inventaram de dizer que um mundo esférico pode ter canto... Por que ele não teria responsabilidade se o chocolate era gostoso ou o sexo irresístivel? Afinal, de contas quando foi que o nome de Deus não podia mais ser associado com as coisas que eram boas?

Nesse momento você deve estar pensando em díluvio, neguinho mudando de língua, nesse papo de apocalipse, né? Que nada não rolou nem um torózinho. Mas algo mudou.

Tudo que era tudo deixava de acontecer, e o agora era uma coisa tão constante quanto que se esperava que o futuro deveria ser.

De verdade? Virou tudo um saco... Faltou algo na vida que as pessoas não sabiam explicar...

Não tardou muito pro desespero tomar conta da humanidade. Afinal isso era assunto pra lá de sério. Juntaram um monte de país com nome nem tanto esquisito assim pra discutir o que fazer.

Decidiram que alguém deveria ser designado pra dar um toque no Nosso Senhor. E tinha que ser alguém importante, e de respeito. De preferência alguém que já tinha andado de avião, e por isso acharam que uma boa escolha seria o Papa. Mas não é que o cara assumiu todo se borrando que aquilo deveria ser um fenômeno climático, e que na verdade a igreja já sabia há muito tempo que Deus não existia nada, que era tudo intriga da oposição.

O pior é que nem estranharam tanto assim.

Então decidiram que era pro presidente dos states resolver a parada. Ele com toda pompa que um sujeito pode ter e na maior cara de pau do mundo respondeu que se Deus se escondesse era por que tinha medo dos seus mísseis.

Podia nem ser estranho, mas que assustava, assustava.

E no meio de uma discussão onde algumas emissoras questionavam se mandariam repórteres resolverem - não sabia se daria audiência -foi que um menininho sem tamanho de tão pequeno resolveu que iria conversar com o Todo Poderoso.

Todo sujo de chocolate e cheio de catarro escorrendo o moleque subiu a montanha onde se encontrava o Criador. O presidente dos states afirmou que queria ver se Deus tinha mesmo coragem de descer enquanto o Papa fingia que rezava. Enquanto isso as emissoras exibiam aquilo tudo ao vivo.

Quando chegou lá em cima tava o Senhor se bronzeando e logo que viu o menino todo sujo falou todo relaxadão. "Sabe que nunca tive tempo de aproveitar isso".

"Deus?"

"Pódizê."

"Você não vai descer, não?"

Aquele ia ser um não cheio de reticências, daqueles que depois de dois minutos de reclamação nem se presta mais atenção no que se fala, mas no momento que puxava o ar pra dizer aparece uma senhora sem dente toda preocupada.

"Ô, menino. Vê se pode vir aqui em cima atrapalhar o descanso do Nosso Senhor. Eu tava preocupada com você. Vem, deixa eu limpar esse seu nariz escorrendo."

E foi assoando o nariz da criança, sem cerimônia nenhuma que a mulher ia se desculpanda.

"Por que a senhora faz isso?"

"Ah, me desculpo, seu senhor por que seu descanso era por demais merecido, não sabe..."

"Não, não. Por que subiu essa montanha toda atrás desse menino?"

Com todos aqueles caminhos que a estrada da vida faz nos rostos de pessoas de verdade a senhora fitou o horizonte por um tempo.

"Como é que mesmo o nome daquela belezura toda bonita que tá na Bíblia mesmo? O amor..."

E Deus sentiu tanto orgulho daquilo que teve que voltar a trabalhar. Respirou fundo e lembrou do motivo de tudo aquilo.

Quando aquilo tudo terminou as câmeras já não estavam mais ali.
O presidente dos states falava sobre invadir a primeira cultura diferente que conseguiu pensar para mudar de assunto.
E o papa agradecia aos céus pelo retorno de Deus.

As coisas tinham voltado a acontecer.
E o chocolate continuava a ser gostoso.

Sinceramente, esperava um pouco mais desse texto em nível de produção textual mesmo(tô meio enferrujado, né. De qualquer forma acho que ele tá bonito, e defende o que acredito de verdade que a vida seja. (sem nenhum medo de ser piegas)

4 comentários:

Rebeca dos Anjos disse...

Lindíssimo, meu amor!

E até que enfim esse texto saiu do mundo das idéias... eu acho que vc já deveria ter escrito há muito tempo!

Te amo, viu???

E amei os palavrões nesse texto! Rs! Palavrões são de Deus!?

Beijo na boca!

Cadinho RoCo disse...

Precisamos de entender Deus como Ser Supremo e não como ser que somos. O Supremo vai além Humano e aí é que está o grande sentido da coisa. A existência de Deus não se faz por puniçoes ou premiações e sim por aquilo que deverá estar sempre desafiando nossas percepções.
Cadinho RoCo

ludmilesca disse...

Deus é alegoria né?

Muito bonito este texto que fala dos homens...

Anônimo disse...

Here you can find tons of great
online flash games to play.
Remember to check back often because we are always adding new games.
PLAY FREE ONLINE GAMES NOW