28.12.05

caminho de nuvens de sonho.

Recostou-se naquela sacada de olhos, as asas doiam em suas costas.
Doiam por que eram amarradas desde há muito.
Doiam porque existiam.

Aquele escorrega de rosto era o que sobrava.
Seria divertido se não houvessem cordas em suas costas, a tentativa de fuga só fazia doer mais.

Os limites eram bem definidos pelas suas mãos e seus pés.

Tudo que era existente porque existia, tão maior do que tudo que tinha dentro do castelo si mesmo.

E a dor daquele espaço se mostrou vazio, um vazio sem nenhum sentido...
O pouco que tinha escorria.
Era em escorrega de rosto.

Sorriu a falta do sorriso.
Chorou a máscara de sorriso.

E quebrou a máscara, e foi em correnteza de lágrimas que viu o caminho.
Pedaços de máscara que foi o barco.

E foi.

Pintou o céu de nuvem.
E soprou o grito dos jovens aquela vela.

Estava com os olhos fechados.

9 comentários:

quina vida disse...

cara, eu li 1 vez, li 2, enão terei tempo de ler mais

volto aqui para dar um parcer. me atrai, mas não queria colocar qq bobeira p´ra dizer que passei aqui.

abraços

Olhos Clínicos disse...

Meu amor,
é sempre interessante tentar entender o que está por detrás dessa sua linguagem tão personificada.
E no final das contas, entendo que são sentimentos escritos em forma de sentimentos. Quando eu consigo penetrá-los, vejo-me sentindo-os também. A agonia, a frustração, a abertura, tudo isso foi o que me passou ao ler sobre este "caminho de nuvens de sonho". É pra lá que eu também tenho vontade de fugir às vezes.

Parabéns, como sempre!
(...)!

Marcelo Soli disse...

são só sentimentos melancolicos, mas escritos de maneira tão poderosa que transmitem todo o vazio para aqueles que o leem...

asas...máscaras...quedas...tem arte pra pincelar tristeza...

Moacir Caetano disse...

gostei...

quina vida disse...

voltei!

além de toda a história aqui contada com uma estética fantástica, a profundidade do acontecido me deixa desconcertado. me lembrou de um conto do gabriel garcia marques, alguma coisa com um anjo caído. sugiro que pesquise amigo. té

Nothingness disse...

...
divino...
...

ludmilesca disse...

achei que você estava falando de um anjo. Parecia um anjo doído...parecia um arcanjo sofrido...

báááá

tá maravilhoso viu?

p disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Blue Woman disse...

muito, muito bom. faz tempo que nao passava por aqui. preciso me atualizar!

ate mais!
;)