25.6.05

Do amor parte infinito - 0,5

Muito se falou do amor.
Filosofos falam do amor, poetas falam do amor, cientistas falam do amor,
ministros da fé falam do amor.

E muito ainda se falará do amor(acredito). Mas poucos deles saberão do que estão falando tão bem quanto os músicos. A maneira mais clara de se falar do amor para este empiríco é com música, só com a música parece que se consegue atingir um ponto profundo em nós que nada tem a ver com consciência, números ou toque, e esse ponto sabe-se lá Deus onde esta se estabelece, se conecta com esse bem maior, e se encherga.

2 comentários:

Marília disse...

concordo bem contigo, penso que a música é o que nos eleva, música é tudo aquilo que sentimos e que com simples palavras não conseguimos expressar, e não é o que acontece com o amor? Nem mesmo os "eu te amo" da vida, são suficientes para traduzir o que sentimos quando o assunto é amor. A música alcança ouvidos, mente, coração, tudo ao mesmo tempo, alimenta o espírito, provoca reações, creio mesmo que através dela chegamos mais perto do significado do amor.

Beijos pra você!

Catarina disse...

hummmm... talvez.. não só o amor, mas cada centímetro e prisma de sentimento, talvez cada um deles tenha exata e matematicamente a sua nota e o seu tom. Já pensei nessa ciência, a psicomusiciometria. Parece muito alcançável até. Talvez já até exista, amigo...